terça-feira, outubro 20, 2009

Puf! Eu sumi!

Gente, o mês passado foi um absurdo.E esse já está acabando e eu ainda não consegui me organizar.

Viajei, chorei, sorri, gritei, dei gargalhada, comi horrores, fui roubada, gastei os tubos, perdi um monte de coisa e agora estou entrando em depressão porque estou de dieta. Dieta porque comi horrores lá na terra de Obama. O Mickey Mouse foi meu melhor amigo por 17 dias.

Eu amo ir pra Disney. Fico meio frustada por não tomar vergonha na cara e programar outra viagem internacional que não seja pra lá. Mas fala sério. Não sou uma pessoa de posses (sem choradeira hein). Junto dinheiro pra viajar e isso, é claro, leva tempo. E o tempo que leva pra juntar o dinheiro é suficiente pra dar saudade e não querer ir pra outro lugar que não seja o mundo mágico de Walt Disney e suas adjacências.

Conheci ótimos lugares e meu marido e eu decidimos viver como os locais. Comer muita 'junk food' e seguir meio que a rotina deles. Há um tempo atrás li em algum lugar que não me lembro - Isso acontece direto. Leio um monte de coisa em um monte de lugar e nunca gravo onde foi que li - que a diferença entre turista e viajante é o que o turista passeia e segue o tradicional e o viajante vive como os locais. Frequenta locais que eles frequentam, seguem as rotinas deles. O que estou querendo dizer com isso é que aproveitamos muito sim os parques todos, mas conhecemos muita coisa legal. E o mais legal foi Winter Park.

É como se fosse um bairro nobre onde os 'riquinhos' de Orlando passam seus sábados. Lá tem uma feirinha, a Farmer's Maket, onde os produtores locais exponhem seus produtos, flores e guloseimas. Tudo era lindo demais. Desde as plantas e flores, até os vegetais e frutas, passando pelas comidinhas e os cachorros. Todos lindos, educados e treinados. A gente passa por eles e eles não estão nem aí pra gente. Anadávamos pela rua e quase todas as lojas tinham uma tigelinha com água pros bichinhos. Mas vamos voltar à comida que é o foco aqui. O destaque desse post vai para o Turtle Cake. Em uma espécie de galpão havia um conglomerado de mesas gigantes e cada uma delas vendia alguma comida. Uma tinha queijos, outra tinha pães e outra sanduiches de Bagel - clique aqui para saber o que é.
O Turtle Cake estava em uma que vendia doces (dãããã!!) Vendia mini cheese cake de tudo quanto era jeito. Mas o tal bolo foi o que me chamou atenção. Quando cheguei perto da mesa o simpático rapaz mandou:
- Do you wanna taste our Turtle Cake?
E eu 'cuspi' meu inglês chulé:
- What is it?
Foi aí que ele conquistou minha atenção:
- Chocolate cake with caramel filling end praliné and chocolate drops topping. (acho que foi mais ou menos isso que ele falou... mas deu pra pegar o espírito né?!)
Nesse momento virou uma senhora pra mim e disse:
- So fantastic!! I'm taking 2!
Foi aí que eu vi o tal bolo. De cara subiu o cheiro de chocolate. E eu só pensava como devia ser na minha boca. Nem perguntei quanto era. Pedi um pra levar.
Gente, vocês não têm idéia do que é aquilo. Ao mesmo tempo que derrete na boca, tem a crocância das nozes com açúcar e as gotinhas de chocolate. Eu não sou uma pessoa de doces, mas devo admitir que o que senti foi absurdo. Desde então eu tenho procurado a receita e mesmo sabendo que poderia reproduzir facilmente sem uma, acredito que sempre é bom saber das proporções exatas. É por isso que hoje o post não vai ter receita. Só fotos e a historinha acima.



Related Posts with Thumbnails