segunda-feira, junho 04, 2012

Eu viajei: Caldas Novas


Esse é sim um destino frequente para meu marido e eu. Não é só de piscinas quentes e excursões da terceira idade que Caldas Novas é para nós. Como fazemos em todos os outros lugares que visitamos achamos que a experiência mais gratificante de conhecer tais lugares é ser como os locais. Ser como eles no sentido de ir aos lugares que frequentam e viver um pouco de sua rotina de lazer. Claro que já fomos no Hot Park. Claro que "cozinhamos" nas piscinas de águas quentes que existem no inúmeros condomínios e hotéis que estão a disposição de todo tipo de bolso.
Para essa cidade temos também uma rotina de quem mora lá. Ir a feira. Tanto a feira da lua que acontece aos sábados, domingos e segundas a partir das 18h como também ir à feira de domingo de manhã e admirar os produtos cultivados pelos habitantes de lá, comer pastel com caldo de cana e levar mais pamonha do que podemos comer pro lanche da tarde.
Primeiro: sempre alugamos apartamento lá. E tudo online pelo site de uma imobiliária que domina os aluguéis de apartamentos da região. Você escolhe o ap que deseja alugar e manda um email solicitando a reserva. Eles vão te orientar e te dizer o que precisa para confirmar. Os apartamentos são todos mobiliados e com tudos os utensílios do dia-a-dia. Muito legal.
Acomodados seguimos direto para a piscina e curtimos bastante o sol, o bar do condomínio e toda aquela preguiça que as águas quentes proporcionam. Certa vez, passeando pela feira noturna demos de cara com esse quiosque:

Pensamos que seria realmente interessante experimentar aquelas raridades. Achamos os preços justos para carnes exóticas e mandamos ver. Fomos de avestruz e coelho. Jacaré estava em falta. Fiquei meio decepcionada já que conheço coelho e avestruz é exatemente do jeito que havia lido - filé mignon com um sabor mais forte. Mesmo assim gostei bastante da proposta e na próxima espero que tenha jacaré...
Fiquei orgulhosa da sobrinha que experimentou avestruz e coelho. Não é todo dia que uma criança de seis anos se propõe a provar algo que não lhe seja familiar.

Sempre como o bolinho de bacalhau de lá que é uma delícia.
A feira de domingo de manhã é realmente interessante. De um lado aqueles produtos "made in" que antes da primeira lavagem se desmancha. Do outro uma verdadeira mistura de produtos mais comuns como cebola e tomate com produtos típicos do cerrado como a Guariroba e o Pequi, pastel com caldo de cana e as pamonhas goianas com recheio de linguiça temperada, queijo ou goiabada. É lindo. Todo aficcionado por comida se maravilha com tanta beleza.
Pamonhas cozinhando protegidas por cascas de milho
Cascas de guariroba e pequi pelo chão

Ovo verde!!!
Seja feliz e faça como eu. Procure o que há de mais típico no local que visita e não vai se arrepender. Vai ser mesmo é um explorador, alguém que não se limita ao comum e busca sempre coisas novas.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails