domingo, novembro 29, 2015

Croquetes de churrasco e Batatas com Tahine



Sabe aquele churrasco que sobrou e que a maioria das pessoas faz um carreteiro com tudo que sobrou de acompanhamento? Hoje você vai fazer algo diferente. Deixa o arroz de lado (depois eu ensino o que fazer com ele) e pega só o molho à campanha (vinagrete para alguns) e as carnes e linguiças que sobraram. 
Vc vai precisar de um processador de alimentos nesse caso, ou uma paciência de Jó pra poder picar tão pequeno que vai parecer papinha de bebê.
As batatas são uma delícia também. Se você não tem, não gosta ou não quer comprar o Tahine não tem problema. Substitua por mostarda! 
Pelas primeiras fotos dá pra ver que agrada a todo mundo, não é mesmo?


Croquetes de Churrasco e Batatas com Tahine

Para as batatas:

2 batatas médias descascadas e cortadas em cubos médios
Sal a gosto
1 colher de sopa de tahine
2 colheres de sopa de maionese

Cozinhe as batatas em bastante água com sal. Escorra e ainda quentes misture o tahine. Deixe esfriar e misture a maionese e tempere com um pouco de sal se achar necessário. Eu não acho...

Para os croquetes:

2 xícaras de carnes de churrasco cortadas em cubos e sem gordura
1 xícara de molho à campanha (ou vinagrete)
4 dentes de alho amassados
1 pitada de pimenta
Azeite
2 xícaras de água
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo peneirada
1 ovo
Farinha de trigo e de rosca para empanar

Coloque a carne no processador junto com o molho e deixe batendo até ficar pastoso. Em uma panela refogue o alho em azeite até dourar. Coloque a carne batida no processador e mexa bem refogando até começar a sentir o aroma. Tempere com pimenta e sal, se achar necessário. O sabor deve ficar levemente salgado porque a farinha vai equilibrar esse excesso. Coloque a água. Quando começar a ferver coloque todas a farinha e mexa vigorosamente. Vai se formar uma bola consistente na panela. Não se apavore! Continue mexendo até que o cheiro da farinha não seja mais sentido. A consistência é de uma massa de coxinha. Retire da panela e coloque na bancada de mármore limpa. Deixe esfriar e comece a sovar com as mãos. Você pode acrescentar mais farinha se ela estiver grudando nas mãos. Cuidado para não colocar demais e ficar muito dura. Quando estiver lisa e macia comece a fazer o formato. Enrole uma bola nas mãos e estique levemente. Achate as pontas e reserve. Quando todas estiverem modeladas comece o empanamento. Bata um ovo vigorosamente e coloque um pouco de água. Coloque a farinha de trigo em uma tigela e em outra a de rosca. Passe no ovo, depois farinha de trigo. Ovo de novo e depois farinha de rosca. Frite em óleo quente até dourar.



quinta-feira, novembro 26, 2015

Filé de Peixe e Purê de Ervilhas



Naquela ânsia que querer algo diferente cheguei nesse peixe. Simples, delicioso e que tem um molho forte.
Não gosta de peixe? Use frango.
Não gosta de ervilhas? Use abóbora japonesa.
Você que conhece as receitas daqui sabe muito bem que não tem regras aqui. Nada é definitivo. O certo mesmo é que quando você cozinha tudo fica melhor. Não tenha medo!
Essa receita serve 2 pessoas.


Filé de Peixe com Purê de Ervilhas e Batatas Assadas

Comece com as batatas:

2 batatas médias descascadas e cortadas em palitos grandes.
Sal a gosto
Azeite

Ligue o forno em temperatura alta (250ºC) e coloque a grade no nível mais alto possível. Isso ajudará suas batatas a dourarem com mais facilidade. Se você possui um forno elétrico basta ligar o dourador.

Coloque as batatas em uma panela com água abundante. Quando começar a ferver deixe por 10 minutos e escorra. Em uma tigela misture azeite em quantidade suficiente para apenas envolvê-las. Não precisa colocar muito. Pense que está temperando uma salada. 
Disponha em um tabuleiro ou travessa de vidro (daquelas que vão ao forno). Coloque no forno por 30 minutos ou até que fiquem douradas. Retire do forno e tempere com sal na hora de servir.

Para o Purê:

1 pacote de ervilhas frescas congeladas
1 cebola pequena picada
2 dentes de alho inteiros sem casca
1 colher de sopa de manteiga
Azeite
1/2 xícara de queijo parmesão ralado

Refogue a cebola e alho levemente no azeite sem deixar dourar. Coloque as ervilhas ainda congeladas e tempere com sal e pimenta. Coloque água o suficiente para cobrir (não muito) as ervilhas e deixe ferver de maneira que não perca o verde vibrante das ervilhas. Se ainda tiver água retire um pouco (reserve) para o purê não ficar muito mole. Agora você pode usar o processador ou o liquidificador. Coloque as ervilhas ainda quentes com o o queijo e manteiga e bata até ficar com consistência de purê. Se achar necessário vá acrescentando a água que reservou. Se não houve reserva coloque água em temperatura ambiente mesmo.
A consistência do seu purê quem determina é você. Aqui gostamos de mais consistente, por isso não colocamos muito líquido na hora de bater.
Retorne o purê para a mesma panela no fogo e mexa bem até ganhar calor para servir.

Para o Filé:

4 filés de tilápia
1 limão pequeno
1 cebola pequena picada
4 dentes de alho picados
3 colheres de sopa de creme de leite
1 colher de sobremesa de pimenta calabresa
1 pitada de páprica doce
Sal e pimenta a gosto
Azeite

Tempere os filés com sal e pimenta e doure em azeite numa frigideira antiaderente. Reserve.
Na mesma panela coloque o alho e deixe dourar. Acrescente a cebola e uma pitada de sal. Quando começar a clarear (ficar levemente transparente) coloque a pimenta calabresa e a páprica. Deixe dourar e os aromas tomarem conta da sua cozinha! Coloque 1 copo de água e deixe cozinhar até amolecer tudo. Sempre em fogo brando. Na hora de servir coloque o creme de leite e mexa bem até ganhar calor. Coloque o peixe e se achar necessário coloque mais água para o molho ficar mais fluido.

Coloque no prato primeiro o purê e o peixe por cima com o molho depois. Batatas ao lado e seja feliz! 




quarta-feira, junho 24, 2015

Bolo de Laranja,Coco e Framboesa

Sabe aquele dia que você só quer ficar embaixo das cobertas, bebendo alguma coisa quentinha? Pois é, aqui em Brasília tem sido assim desde sexta passada. O inverno chegou pra ficar e junto com a secura só vai embora quando as primeiras flores começarem a aparecer nos ipês da cidade.
Nessa minha última viagem eu adquiri um dos meus sonhos de consumo! Para muita gente não quer dizer nada, mas quem ama cozinha vai entender do que estou falando! A minha batedeira Kitchen Aid é linda e estou totalmente apaixonada por ela. Já fiz bastante bolo e até pão! O bolo de hoje foi um dos melhores até agora.
Eu abri a geladeira ontem e vi um monte de coisa aberta e pensei: Vou colocar tudo no bolo pra ver no que dá. E deu certo!

Antes da receita, alguns detalhes:

*O coco ralado pode ser usado, mas um dos charmes desse bolo são os pedaços grandes de coco. Pode usar o coco fresco também.
*Usei laranja pera, mas acredito que qualquer tipo funcione bem. Se quiser troca por limão o suco de meio já resolve. Se for o siciliano (aquele amarelo italiano) utilize a mesma medida da laranja. Retire as raspas antes de fazer o suco. Fica mais fácil.
*A geléia pode ser qualquer uma. Eu usei a de framboesa porque além de ser a que eu tinha no momento eu queria que tivesse um contraste de cores, mesmo que sutil.
*Se você quiser usar uma fruta no lugar da geléia vai fundo! Seja criativo!



Bolo de Laranja, Coco e Framboesa

80g de manteiga sem sal
4 colheres de sopa de açúcar
3 ovos
200ml de suco de laranja
6 colheres de sopa de farinha de trigo
50g de flocos de coco
Raspas de 1 laranja
8 colheres de café de geléia de framboesa
1 colher de chá de fermento em pó

Na batedeira coloque a manteiga e o açúcar e bata bem até ficar um creme fofo e claro. Ainda batendo coloque os ovos um por um e deixe ficar bem homogêneo. Diminua a velocidade e alterne suco e farinha de trigo até misturar bem. Desligue a batedeira e misture com uma espátula o coco, as raspas e o fermento. Em uma forma untada e pouvilhada coloque metade da massa. Coloque metade da geléia espalhada e misture levemente com um garfo. Acrescente a outra metade da massa e o restante da geléia e repita o processo.



Leve ao forno pré-aquecido a 180°C até que ao espetar com um palito ele saia limpo. Deixe esfriar um pouco e sirva! 


terça-feira, junho 09, 2015

Eu fui: Miller's Ale House

 Eu amo Orlando. Eu amo Disney. E eu amo comer bem.
E numa viagem eu que sei que tudo será perfeito, a busca por novos lugares, novas experiências e novos sabores é inevitável. Já fui algumas vezes pra Orlando e sempre que vou procuro conhecer pelo menos um restaurante diferente. Não procuro nada sofisticado, apenas gostoso. Dessa vez, eu mergulhei no mundo dos grupos do Facebook. Conversei muito, li vários posts e peguei muitas dicas legais. Minha lista de restaurantes para conhecer se tornou infinita e difícil de cumprir. Foi aí que decidi relaxar. Aonde eu estivesse na hora da fome, o GPS me levaria. E foi assim que fui para no Miller's Orlando Ale House. Passei na frente e me lembrei da listinha. Pensei: "Tenho que ticar esse ai". Fiz uma rápida pesquisa no Trip Advisor e estava bem recomendado. Olhei as fotos e fiquei com água na boca. Quando saí de lá pensei: "Tenho que voltar!" E voltei mais duas vezes. Uma no mesmo endereço e outra em Miami. Todas as vezes deliciosas!



Foi nesse restaurante que comi pelo primeira vez o tão famoso King Crab. O King Crab é um crustáceo muito valorizado aqui no Brasil e no mundo todo. É ele que é pescado naquele programa do Discovery Channel chamado "Pesca Mortal". De carne adocicada e leve é realmente algo que todo mundo que gosta de frutos do mar deve experimentar. O prato é simples, mas cheio de sabor. Meu marido pediu Fish'n Chips. Não foi um qualquer não. A massa que envolvia o peixe era feita com cerveja Samuel Adams. Não adianta dizer que não faz diferença, porque faz. O sabor muda. A leveza é perceptível. Ficamos tão satisfeitos que nem sobremesa conseguimos pedir. 
Foi uma noite super legal. O clima era típico americano, com famílias confraternizando, televisões enormes passando todo tipo de jogo e garçonetes atenciosas e falantes. E beber cerveja que aqui no Brasil é vendida como especial a preços astronômicos mais barata do que um chopp 'normalzão' no boteco da esquina foi o complemento perfeito para uma refeição deliciosa.


quinta-feira, abril 25, 2013

Bolo de Amêndoas e Limão

"Winter is Coming"

Não, isso não é episódio de Game of Thrones. O nosso inverno não chega nem perto ao descrito nos livros de George R. R. Martin. Mesmo assim é aquele momento do ano que tiramos os casacos de cima do armário e nos protegemos mais.
Junto com o inverno vem aquela "fome de doce" que ninguém consegue explicar. As comidas mais invernais são sempre mais pesadas, cheias de calor (leia-se, pimenta) e com certeza mais calóricas. Nos caso dos doces podemos notar que a quantidade de recheios dos bolos, gordura e calorias também são altas. Eu adoro esse bolo porque ele tem cara de inverno, mas não é pesado. Faço em uma forma baixinha e ele fica com cara de torta e acompanhado daquele chá quentinho numa tarde fria é sempre um sucesso.

Bolo de Amêndoas e Limão

Bolo:

150g de amêndoas sem sal picadas ou moídas
3 colheres de sopa de farinha de trigo
¼ colher de chá de fermento em pó
4 ovos, claras e gemas separadas
½ xícara + 2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de extrato de baunilha
raspas da casca de 2 limões tahiti pequenos
1 pitada de sal



Cobertura de limão:

1 lata de leite condensado
raspas da casca de 1 limão tahiti
1 ½ colheres (sopa) de suco de limão tahiti

Pré-aqueça o forno a 180°C. Unte com manteiga uma forma redonda, forre o fundo com papel manteiga e unte o papel também.
Numa tigela grande da batedeira bata as gemas, o açúcar e a baunilha até obter um creme claro e fofo. Com o auxílio de uma espátula de silicone, misture às gemas as raspas de limão e a mistura de farinha, fermento e amêndoas. Reserve.
Coloque as claras e o sal em uma tigela média bem seca e bata em ponto de neve, até obter picos firmes. Misture as claras à massa levemente, mexendo de baixo para cima com a espátula de silicone.
Transfira a massa para a forma preparada e asse por 30-35 minutos ou até que cresça e doure e o bolo se afaste das laterais da forma (faça o teste do palito).
Retire do forno e deixe esfriar na forma por 15-20 minutos. Desenforme o bolo, remova o papel manteiga e inverta-o sobre uma travessa ou prato. Deixe esfriar completamente.
Prepare a cobertura: em uma tigela, misture todos os ingredientes até obter uma consistência homogênea. Cubra o bolo com a mistura e sirva.

segunda-feira, abril 15, 2013

Ervas aromáticas fresquinhas

Existe todo tipo de invenção hoje em dia. Algumas não servem para nada e outras te fazem pensar porque não pensaram nisso antes.
Este "gadget" é um deles. Já vi várias formas de manter as ervas aromáticas sempre fresquinhas. Desde a tradicional forminha de gelo com manteiga ou azeite congeladas com as ervas picadas até o simples papel toalha envolvendo-as na geladeira. Devo admitir que nenhuma delas me agradava completamente por vários motivos.
Quando vi essa espécie de pote plástico com a verdinhas dentro pensei na hora que precisava de um! Não sei até que ponto é prático, mas sei que promete durabilidade das ervas até 3x mais do que o normal. Você coloca água no fundo do recipiente e toda vez que está fechado as raizes das ervas estrão em contato com ela. Abriu e a bandeja deixa disponível com facilidade para que você pegue a quantidade que deseja. 

Achei muito interessante! E vi aqui.

Não achei para vender aqui no Brasil, mas na Amazon tem. Fiz uma simulação de compra e não envia para o Brasil. Quem sabe um dia não fica disponível na Amazon BR, que nesse momento só vende Kindle e seus produtos. Ou de repente você tem aquele amigo ou familiar caridoso que possa trazer para você!

sábado, abril 13, 2013

Espaguete com Tomates e Camarões no azeite e alho

O assunto da moda é o preço do tomate. Está mesmo um absurdo, mas não é em todo lugar e não vai ser para sempre. De tanto ver o mundo inteiro reclamando pensei: 

"E se em vez de reclamar também eu fizesse alguma coisa sobre isso?"

E fiz. Não comprei tomate de R$10,00 - o kilo. 
Comprei a melhor opção disponível. Tomates pelados. O kilo deles é até mais caro, mas o valor continuou o mesmo independente do que aconteceu com os frescos, então é permitido comprar já que a exploração não se caracterizou nesse caso, correto? Bem, não sei. O que sei é que o preço não aumentou então tudo bem.
Daí resolvi fazer uma macarrão básico e pra acompanhar os camarões mais deliciosos e mais fáceis que alguém já possa ter feito.

*Escolha camarões frescos e de tamanho razoável. Aquele tipo "7 barbas" só serve para fazer molho e olhe lá...




*O limão siciliano é usado nessa receita porque é mais suave. Se não encontrar pode utilizar o verdinho, mas reduza pela metade a quantidade.
*A utilização do coentro continua naquela regra de sempre. Se você não gosta use salsinha, ou não use nada. Só acho que você deveria usar um verdinho, porque além de mais saboroso, seu prato vai ficar mais bonito. E comer com os olhos é parte muito importante!
*Pode usar qualquer massa. Tudo vai ficar gostoso.
*Existem dois tipos de tomates pelados. Os já picados e os inteiros. Os dois são ótimos. Quando uso a lata com tomates inteiros eu passo uma faca dentro da lata para cortá-los grosseiramente antes de jogar na panela. E foi o que fiz nesse caso.



Espaguete com Tomates e Camarões no azeite e alho

200g de espaguete
1 lata de tomates pelados
1/2 cebola ralada
6 dentes de alho picados (4 deles vocês vai usar no camarão)
1 limão siciliano (raspas e suco)
20 camarões descascados e limpos
1 xícara de coentro picado
Azeite
Sal e pimenta a gosto




Em uma panela coloque azeite e doure levemente a cebola e o alho. Coloque os tomates e tempere com sal e pimenta. Deixe ferver um pouco e desligue o fogo. Coloque o macarrão para cozinhar e enquanto isso prepare os camarões.
E uma frigideira média coloque o azeite e quando estiver bem quente coloque o alho. Imediatamente coloque os camarões. Doure por um minuto de cada lado. Eles irão mudar de cor. Tempere com sal e pimenta e acrescente metade do suco de limão. Deixe ferver e desligue o fogo. Coloque o coentro e reserve.
Quando o macarrão estiver cozido "al dente" (verifique o tempo de cozimento no pacote) escorra e ligue novamente o fogo da panela do molho. Coloque a massa e as raspas de limão. Jogue o coentro por cima e sirva.

domingo, setembro 30, 2012

Pão com chocolate, granola e raspas de laranja


Fazer dieta é difícil demais. Sempre tem o vilão da vez, aquele alimento super proibido que a partir do momento que ganha esse posto se torna o seu preferido, e que você não consegue viver sem.
Pois bem, o meu sempre foi e sempre será o pão. Não importa o que digam. Sempre amarei esse carboidrato simples que acrescenta pouquíssimos nutrientes à minha dieta e ainda por cima engorda que é uma beleza.
Eu tenho uma receita de pão super simples e deliciosa de fazer. Pensando no problema mencionado acima resolvi incrementar de maneira que pelo menos adicione nutrientes ao bonito, porque emagrecer não vai rolar.


Vamos lá:

*Você pode usar as raspas de qualquer tipo de laranja. Só escolha uma que esteja madura. Cuidado para não raspar a parte branca da fruta, que é amarga.
*O chocolate meio amargo é uma escolha legal e que nesse caso vai super bem já que será um pão mais doce mesmo. Escolhi usar um ao leite que já vem com um sabor leve de laranja.
*A granola que usar pode ser qualquer uma. Eu escolhi uma com mais castanhas porque acho mais gostosa.
*O fermento biológico pode ser substituído por 1 tablete daquele fresco


Pão com chocolate, granola e raspas de laranja

1/2Kg de farinha de trigo
1 sachê de fermento biológico seco
1 pitada de sal
1 colher de sopa de açúcar (e mais um pouco para rechear)
3 colheres de sopa de azeite (e mais um pouco para rechear)
200ml de leite morno
1 ovo levemente batido
50g de chocolate picado
Raspas de 1 laranja
1/2 xícara de granola

Misture a metade da farinha com o fermento. Coloque essa metade em uma tigela grande e faça um buraco no meio. Misture o leite, ovo, azeite, sal e açúcar e jogue nesse buraco na farinha. Com um garfo vá misturando o líquido à farinha até que fique uma mistura homogênea. Coloque mais farinha se achar necessário. A massa deve ficar lisa e desgrudar das mãos. Cuidado com a quantidade de farinha. Observe que a massa deve manter uma certa leveza e que quanto mais você sovar, mais farinha ela ira absorver. Se for muito, o resultado final será um pão muito pesado e seco. Por isso, a atenção nesse momento é importante. 
Deixe crescer na tigela mesmo por 30 minutos.
Após esse tempo divida a massa em dois. Estique uma metade, mas sem muito critério. É apenas para facilitar a mistura dos ingredientes restantes. 
Passe as raspas de laranja na massa. Pincele um pouco de azeite e polvilhe açúcar a gosto. (Eu recomendo uma colher de sopaNão deixe seu pão muito doce. Depois você vai querer passar uma geléia, por exemplo, e achará o sabor doce um tanto exagerado.)
Coloque metade do chocolate e da granola. Agora você vai enrolar a massa e sovar bem até virar uma bola de novo. Coloque em uma forma untada com manteiga e polvilhada com farinha e acomode-a como na foto. Deixe crescer até dobrar de tamanho.


Faça o mesmo com a outra metade.
Leve ao forno até dourar. Deixe esfriar e sirva com sua geléia preferida. Dietética ou não!


terça-feira, setembro 25, 2012

Agora é na panela!!



No post anterior eu ensinei a fazer um peixe delicioso no forno. Aí você pode pensar: "Eu vi, mas prefiro fazer na panela..." Não se preocupe que vou resolver seu problema agora.

As recomendações são as mesmas e você pode consultar aqui.
Peixe na panela

6 filés de pescada (ou o peixe que mais gostar)
4 dentes de alho picados
1 pimentão vermelho cortado em tiras
1 pimentão amarelo cortado em tiras
2 cebolas cortadas em tiras
3 tomates cortado em fatias
1 limão espremido
Azeite
Sal e pimenta a gosto
2 colheres de molho de tomates
1/2 maço de coentro ou salsinha picados

Tempere os filés de peixe com o limão, sal, pimenta, azeite e alho. Reserve. Em uma panela quente coloque metade do restante dos ingredientes menos o molho de tomates.
Tempere com sal e pimenta, mas com cuidado para não exagerar já que o peixe já está temperado. 
Disponha-os sobre as verduras e cubra com o restante delas e o molho. 
Tampe e abaixe o fogo. Tudo soltará seu próprio líquido e quando levantar fervura deixe por 15 minutos. 
Sirva com farofa e arroz ou com purê de batatas. Delícia!




segunda-feira, agosto 13, 2012

Peixe no forno e na panela

Hoje é o dia que você vai querer comer peixe. Ah, não gosta? Espera um pouquinho...
Vou te mostrar duas maneiras de fazer um peixe delicioso, sem cheiro ruim e com sabor incrível. Parecem iguais, mas não são. Vou colocar as receitas em dois posts para não ficar muita coisa em um só.

*Peixe não é para ter cheiro ruim. Se está cheirando mal é porque, obviamente, não está bom para o consumo. Peixe bom tem que ter, no máximo, cheiro de mar ou rio. Nas duas receitas abaixo eu usei peixe congelado. Aqui em Brasília é mais garantido que seja assim, apesar de nos mercados e em algumas peixarias a qualidade dos peixes frescos é bem legal. De qualquer maneira, se você não se sente seguro o suficiente para escolher um peixe fresco vá de congelado que não tem problema. 
*Nessa preparação eu usei um molho pronto bem legal, mas que acredito que usado de outra maneira seja mais interessante. Espinafre com ricota. Não fez muita diferença no sabor. Acho que se colocar um pesto no lugar desse deve ficar bem melhor. A receita do pesto você encontra aqui e aqui.

*Tanto no forno, quanto na panela você vai levar no máximo 1h para fazer contando o pré-preparo.
*Quando usar o alho-poró você deve apenas utilizar a parte mais branca. O verde fica amargo na hora de comer. Utilize essa parte apenas para caldos. Atenção também na hora de limpar, pois pode ter areia e outros sólidos que ninguém quer encontrar na sua comida, certo? 
*Os cortes dos legumes e verduras não precisa ser profissional, mas quanto mais caprichado for, mais gostoso ficará seu peixe.
*Nas fotos você verá 3 filés, mas na receita eu coloquei 4. Problema nenhum, só quis colocar uma quantidade que sirva bem 2 pessoas. Dobre ou triplique a receita tranquilamente se achar necessário.

Tilápia ao forno

4 filés de peixe
Azeite
Sal e pimenta a gosto
4 colheres de sopa de um molho de sua preferência
 2 alhos-porós cortado em fatias finas
1 cebola picada
4 dentes de alho picados
1/2 pimentão vermelho picado
1/2 pimentão amarelo picado
1 tomate cortado em fatias finas 

Misture as verduras em uma tigela e tempere com sal, pimenta e azeite a gosto. Nesse momento você vai colocar o seu sabor. Mais pimenta, mais sal, ou outro tempero que goste. É nessa mistura que você vai determinar que gosto o seu peixe terá.

Agora forre um recipiente que vá ao forno com papel alumínio e coloque um pouco de azeite. Por cima coloque o peixe e tempere levemente. Coloque uma colher do molho que escolheu e cima de cada filé. 


Agora cubra com as verduras. Por cima coloque os tomates. 

 Leve ao forno por 40 minutos e sirva com os acompanhamentos que mais gostar. Eu servi com farofa de farinha de milho e arroz branco.
Related Posts with Thumbnails