sábado, janeiro 24, 2009

Molho gostoso e Batata do Elvis


Já falei por aqui que adoro o Jamie Oliver. Gosto muito de tudo que ele faz, tenho quase todos os livros e sempre me inspiro em suas receitas para criar as minhas. Um dia desses ele estava fazendo a comida preferida do Elvis (Hamburguer e Batata Frita) e ensinou a fazer essas batatas. Por isso as chamos de batata do Elvis. Para mim, sempre que faço, me mata a vontade de comer batata frita sem ter que deixar a casa cheirando a óleo. E eu ainda tempero com uma pimentinha moída na hora pra dar aquele 'tchan'.


Já o molhinho foi mais uma mistura de coisas que achei na geladeira do que um pensamento elaborado e embasado em técnicas culinárias. Só achei que merecia espaço aqui porque ficou realmente uma delícia.

Vamos às considerações iniciais:

*Para a batata não há necessidade de nenhuma qualidade especial dela e você pode fazer até com casca se quiser. Só não esqueça de lavar bem.
*O corte também não tem nenhum mistério. Como aqui a idéia é a de batata frita, elas estão em palitinhos. Pode ser em rodelas grossas ou bem fininhas. A diferença é que se for em fatias fininhas você vai ter que fritar, não tem jeito.
*Os cogumelos que usei foram aqueles tipo champignon, mas tenho certeza absoluta de que se o Paris for usado vai ficar perfeito.
*Creme de leite fresco aguenta mais a temperatura alta da panela. O de caixinha (uht) também. Só o de lata que não deve ser usado, porque ele pode separar a sua gordura e o resultado não é legal.
*Como sempre, eu usei coentro, mas antes de acrescentá-lo eu separei um pouquinho e coloquei tomilho fresco para ver como ficava. Ficou muito bom.
*Com o peito de frango ficou ótimo, mas acredito que se usar carne vermelha também vai ficar.


Frango ao molho de champignon e Batata do Elvis

2 filés de peito de frango
50g de champignons fatiados
1/2 caixinha de creme de leite
1 cebola pequena ralada
2 dentes de alho amassados
1/2 taça de vinho branco seco
1/2 xícara de coentro picado
2 batatas médias cortada em palito
Azeite
Sal e pimenta a gosto

Pré-aqueça o forno a 250°C. Em uma panela com água coloque as batatas. Não coloque sal. Quando começar a ferver conte 10 minutos e escorra. Pegue um tabuleiro e coloque um pouco de azeite no fundo e na chama do fogão aqueça-o bem até que comece a sair fumaça. Nesse momento coloque as batatas escorridas e mexa bem. Pode ser que entorte um pouco, mas não se preocupe. Tempere com um pouco de sal e regue mais azeite por cima. Leve ao forno por 25 minutos ou até que estejam douradas.
Em uma frigideira doure os filés. Tempere-os com sal e pimenta. Retire da frigideira e reserve em algum lugar que os mantenha quentes. Coloque um pouco de azeite e doure levemente a cebola e o alho. Tempere com um pouco de sal e pimenta. Coloque o vinho e deixe evaporar. Se desejar, pode acrescentar um pouco de água ou caldo de legunmes para fazer mais caldo. Coloque os cogumelos e deixe reduzir um pouco. Coloque o creme de leite e deixe ferver até que engrosse. Acrescente o coentro e sirva por cima dos filés.

terça-feira, janeiro 20, 2009

Arroz com Frutos do Mar

A idéia era fazer uma paella (e eu até poderia dizer que a receita é de paella), mas sei existem vários tipos e que cada uma tem a sua combinação de ingredientes. Para não arriscar algum erro, sendo arroz de frutos do mar não terei problemas... ;-)
Não tenho muito o que escrever, nem historinhas para contar. Vamos logo ao que interessa:


*Ao comprar os frutos do mar, você pode optar por aqueles kits congelados que estão à venda nos supermercados. Eles são super legais, pois já está tudo limpinho e é só descongelar e usar. Utilize 2 pacotes.
*Se você prefere comprar tudo separado aí a atenção à limpeza é muito importante. O camarão, a lula, o polvo, tudo deve estar perfeitamente limpo.
*Frutos do mar e peixes frescos não possuem um cheiro ruim perceptível e se ao comprar você achar que não está legal é porque não está mesmo. Infecções com esse tipo de alimento costumam ser muito sérias.
*Para esse tipo de preparação o arroz parboilizado é melhor. O tipo agulhinha pode se quebrar e não contribui para a humidade desejada. Já usando o arbório seria preciso um cuidado maior já que o processo teria que ser o de risoto.
*O peixe pode ser o que você desejar. Nesse caso, eu usei a pescada amarela que no dia que fui no mercado estava em promoção. Só recomendo que seja um peixe de carne mais clara.
*Para o caldo utilize a cabeça e rabo do peixe que escolher, mas também pode comprar aqueles já prontos. Se comprar do pronto tenha atenção com o sal porque eles já vêm com sal.
*O açafrão pode ser dissolvido em um pouco do caldo ou colocado junto com o arroz na hora que for refogado com a cebola e o alho. Se for usar em pó siga a receita, mas se for usar o verdadeiro, aquele 'pistilo' da flor, então tenha cuidado porque ele é muito mais concentrado. 
*Se não quiser ou não encontrar o açafrão utilize o nosso bom e velho coloral. Na mesma quantidade do açafrão na receita. Nada mais brasileiro do que ele.
*Recomendo que utilize apenas azeite, porque manteiga com frutos do mar pode ser um pouco pesado. O azeite cai super bem e dá aquele frescor mediterrâneo à sua preparação.
*Você pode fazer numa paellera, mas como eu fiz para bastante gente fiz na panela wok - aquela que se faz comida chinesa.



Arroz com frutos do mar


300g de camarões descascados
100g de camarões com casca
150g de mexilhões limpos sem casca
200g de polvo
200g de anéis de lula
200g de peixe cortado em cubos
1/2 pimentão vermelho cortado em tiras
1/2 pimentão amarelo cortado em tiras
1 cebola média ralada
4 dentes de alho amassados
1 colher de sobremesa de açafrão em pó
2 tomates sem pele e sem semente picados
1 xícara de coentro picado (ou salsinha)
1,5l de caldo de peixe ou de legumes sem sal
2 xícaras de arroz
sal e pimenta a gosto
Azeite


Você vai refogar todos separadamente. Aqueça o azeite na panela escolhida e refogue os camarões - com casca e sem casca -, os mexilhões, os anéis de lula e o polvo, separadamente e por 3 minutos cada um. Reserve. Refogue os pimentões e reserve. Agora vai a cebola com o alho nessa mesma panela até que estejam levemente dourados. Coloque o peixe e mexa. Acrescente o arroz e mexa bem. Tempere com sal e pimenta. Coloque o caldo e deixe ferver por 15 minutos. Se necessário, durante esse tempo, vá colocando mais caldo. Faltando mais ou menos 5 minutos para o fim recoloque os frutos do mar reservados - menos os camarões com casca - e os tomates picados e mexa bem. O arroz deve estar úmido, portanto coloque mais caldo para que fique assim. Não é necessário muito, apenas para que ele não fique muito soltinho. Passados 5 minutos misture o coentro ou salsinha e em cima enfeite com os camarões e os pimentões. Regue com azeite extra-virgem e sirva.

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Agradecimentos e Chilli Beans

Na semana passada fui convidada para participar de uma matéria de jornal Correio Braziliense dentro do caderno Divirta-se chamada "Teste Brasília" e na sexta que vem aparecerei nessa coluna dando opiniões sobre alguns lugares que servem sanduíches na cidade. Foi muito legal e gostaria de colocar aqui no blog meus agradecimentos para os 3 lugares que visitei. Junto com meu marido e mais uma pessoa fomos super bem recebidos e tudo que experimentamos era delicioso. Devo, porém, citar um deles em especial.


No Hamburgueria Gourmet - que fica no Deck Brasil, na QI 11 do Lago Sul - foi um festival de hambúrgures deliciosos e com a atenção especial dos donos ficou tudo muito mais gostoso. O milk shake de Ferrero Rocher com aquela bordinha de nutella é um espetáculo à parte . É impossível não se apaixonar e não querer voltar lá. O clima americano do lugar, a criatividade dos pratos, tudo é muito legal. Para quem tem pouca fome peça os mini hambúrgures. Para quem quer ser aventureiro peça o de cordeiro. Agora, se o seu negócio é arrebentar a boca do balão (hahaha) peça o hamburguer recheado com queijo chedar. Tudo delícia!! Além de tudo isso ainda tem milk shakes, saladas, costelinha de porco feita em 2 estilos e muitas outras coisas legais. As fotos ao lado eu copiei dos sites Candango e Quero Comer.


Feito o devido registro e agradecimento, vamos à receita. Por muito tempo pensei em fazer algumas comidas mexicanas e o Chilli Beans era uma que sempre fui curiosa para saber como era. Uma amiga é especialista e me ensinou a fazer.
É claro que fiz algumas alterações, que foram apenas para adaptar ao meu paladar. Digo isso porque a gastronomia mexicana se caracteriza muitas vezes pelo uso da pimenta e eu prefiro um sabor mais suave desse tempero. Devo lembrar ainda que não é uma receita fiel à cultura mexicana, mas seus ingredientes principais estão presentes. É comida para um batalhão!!


Chilli Beans


1 Kg de feijão carioquinha cozido
1 Kg de carne moída sem gordura
1 cebola média ralada
4 dentes de alho amassados
1 xícara de coentro fresco picado
1 lata de tomate pelado
2 tomates frescos e bem maduros picados sem pele e sem semente
1 pimentão vermelho picado
1 pimentão amarelo picado
1 colher de chá rasa de pimenta chilli
1 kg de muçarela ralada
3 pacotes de Doritos
Azeite a gosto
Sal a gosto
Em uma panela bem grande refogue no azeite a carne até que esteja bem soltinha. Retire e reserve. Na mesma panela coloque um pouco mais de azeite e coloque a cebola e o alho até começarem a dourar. Acrescente os pimentões e o tomate fresco picado. Misture bem e tempere com sal e a pimenta chilli. Coloque o feijão com seu caldo, a carne e a lata de tomate pelado. Deixe ferver até o caldo engrossar um pouco. Experimente o sal e a pimenta e acerte se necessário. Na hora de servir coloque o coentro e regue com um fio de azeite. Sirva com queijo muçarela ralado.



*O feijão carioquinha também é conhecido como mulatinho. Eu nunca testei, mas acredito que deve ser uma delícia com feijão vermelho. Em ambos os tipos cozinhe com sal e pimenta preta moída até que os grãos fiquem macios.
*A pimenta chilli é um tipo de pimenta mexicana que aqui em Brasília eu só vi em pó. A nossa boa e velha malagueta picadinha fica ótima também. A pimenta calabresa também fuinciona super bem. Como vê, a sugestão é que seja picante, não importando qual pimenta você vai usar.
*Se você preferir, pode passar a cebola junto com o alho no processador e assim fazer uma pasta.
*O tempo em que ficará fervendo só você pode determinar. O importante é que fique com um caldo grosso para que a carne e o feijão estejam bem unidos, mas sem que sejam uma coisa só.
*Não peça para moer a carne mais de uma vez. Assim ela não se dissolverá no feijão e seu caldo.


segunda-feira, janeiro 05, 2009

Feliz 2009!!

Esse é apenas um teste.
Estou fazendo alterações, pesquisando e testando novas aplicações pro blog. Em breve receitinhas novas por aqui.
Related Posts with Thumbnails