sábado, março 05, 2011

Acompanhamentos - Parte 2

Esse trio é campeão. Batata, cenoura e brócolis têm um lugar especial em meu coração (ou seria estômago?) e sempre que faço não sobra nada. Adoramos.
Vamos direto ao assunto.
Para a cenoura você vai fazer assim: Se você tem um fatiador use-o para cortar fatias finas no cumprimento da cenoura. Serão fatias longas e finas. Corte uma cebola roxa em tirinhas ('julienne' para os íntimos). Corte também fatias de queijo coalho ou de ricota. Se for ricota, você deve temperar com um pouco de sal. Em uma frigideira aqueça o azeite e coloque o queijo fatiado. Doure de cada lado e reserve. Na mesma frigideira coloque a cebola e doure também. Acrescente a cenoura e tempere tudo com sal, pimenta e a erva aromática de sua preferência. Coloque em uma tigela e misture com o queijo.

O brócolis é super simples. Alho, azeite e brócolis. In and out. Esquenta a panela, doura o alho, coloca o brócolis e tempera com uma pitada de sal. Coloca uma colher de água e deixa secar. Coloca na tigela e sirva.


Para a batata você pode escolher fazer de duas formas. Com casca ou sem casca. Super elaborado, certo? Errado, apenas com preguiça ou sem preguiça. Das duas dormas você vai ter que pré-cozinhar a batata. Feito isso, coloque em uma travessa com azeite e uma cabeça de alho cortada ao meio. Coloque mais um pouco de azeite por cima e tempere com pimenta moída na hora. Leve ao forno até dourar.

Acompanhamentos - Parte 1

Eu sofro um pouco quando faço churrasco. É sempre a mesma coisa: Carne, linguiça, farofa, arroz e molho à campanha (ou vinagrete, como quiser). É tudo gostoso, eu sei, mas tenho um problema com repetição. Não gosto de fazer sempre a mesma coisa e em tempos de dieta constante sempre procuro sair do 'lugar comum' e procurar alternativas saudáveis e gostosas para não me privar dos prazeres de um bom churrasco.
Serão 2 posts sobre o assunto.
Os acompanhamentos aqui mostrados podem ser feitos todos num dia só ou não. Eu não fiz todos no mesmo dia, mas é provável que todos eles rolem, já que o grito de carnaval da minha galera será um churrasco. E nessa galera tem duas que acabaram de ter neném, uma que terá e eu, que estou só de dieta mesmo vou arrastar todas elas comigo para o mundo do comer gostoso e saudável. Parece absurdo que saudável possa ser gostoso, mas garanto que é. 







*Escolha seus vegetais com cuidado. Procure os que possuem cores vivas e boa aparência. 
*Tempere muito. Com ervas, com pimenta e com alho. Os temperos dão mais sabor a tudo.
*O azeite que uso é sempre o extra virgem. Principalmente, porque o risco de ser misturado a óleo comum é praticamente nulo.
*Sempre que faço milho uso o fresco. O de latinha é bom, mas só pro cachorro quente, se você quiser fazer igual ao da banquinha da esquina.

Primeiro o molho. Escolhi um molho simples e delicioso, o pesto. Esse pesto tem um pouco mais de alho do que o normal e é com castanha de caju. Comecei no almofariz, mas depois achei melhor passar no mini processador porque para colocar na carne fica mais legal.



Coloque no mini processador as folhas de metade de um maço de manjericão, 4 dentes de alho, 1/2 xícara de castanha de caju e 1/2 xícara de queijo parmesão ralado. Cubra com azeite e bata. Se ficar muito grosso coloque mais azeite e misture. Guarde em geladeira. 

Agora vamos a um sucesso entre as meninas. Não sei porque os meninos não gostam... O milho retirado da espiga e refogadinho é uma delícia. Você tempera com sal e pimenta e deixa ele engrossar o próprio caldo e se delicia depois. É ótimo, e misturado na saladinha de tomates fica perfeito.
Utilize quantas espigas desejar. A proporção é simples: Para cada 3 espigas pique uma cebola pequena. Refogue essa cebola no azeite e 1 colher de sopa de manteiga sem sal. Quando começar a dourar acrescente os grãos de milho já retirados da espiga e tempere com sal e pimenta. Coloque 1 xícara de água e deixe levantar fervura. Quando chegar a esse ponto experimente o sal e corrija, se necessário. Sirva ainda quente. Se quiser, pode picar uma salsinha ou coentro e colocar. Ou até mesmo misturar uma colher de requeijão que fica muito bom.





quarta-feira, março 02, 2011

Fácil até demais...



Essa carne é fácil e deliciosa. Quem não tem jeito na cozinha, não tem como errar. Eu garanto. Siga extamente como eu explicar aqui e você não terá problema nenhum. O acompanhamento também é super simples e o trabalho que vai ter é de tirar o milho da espiga e cortar a cebola e o alho. Simples assim.

*A carne que você vai usar aqui não é tão importante assim. Escolha a que gostar mais, mas para você que está começando vá de filé mignon. É uma carne mais macia e é mais difícil de endurecer se passar do ponto. Eu usei picanha.
*O queijo deve ser um que derreta facilmente porque você não vai deixar no forno por muito tempo para não perder o ponto da carne. Eu usei muçarela.
*O forno deve estar super quente, para que quando você colocar a carne só dê tempo mesmo de derreter o queijo e finalizar o cozimento interno dela.
*Nessa foto, eu usei bacon por cima, mas você pode usar linguiça calabresa que também fica ótimo.

Picanha ao forno com Muçarela

1 peça de picanha fatiada
Sal e pimenta a gosto
Azeite
300g de muçarela ralada
100g de bacon ou linguiça calabresa picados

Em uma frigideira doure bem os cubinhos de bacon (ou linguiça) e reserve. Limpe a frigideira com papel toalha e coloque o azeite para esquentar. Doure bem as fatias de carne. Procure cortar fatias grossas de carne. Coloque em um tabuleiro ou pirex e cubra com a muçarela ralada. Leve ao forno bem quente até que o queijo derreta. Retire do forno e coloque a linguiça ou bacon por cima e sirva.


Related Posts with Thumbnails